Artículos de opinión

Agronegocio: práctica y discurso

Enrique Castañón Ballivián

Jueves, 03 Agosto 2017

El caso de Bosque Tsimane

Ismael Guzmán T.

Martes, 18 Julio 2017

Envíe su artículo

Posts @IPDRS

O CEBRASPO – Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos, a ABRAPO – Associação Brasileira dos Advogados do Povo, e a Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres convocam as organizações de direitos do povo e de direitos humanos, ativistas das organizações de advogados que defendem os lutadores sociais, sindicalistas, organizações camponesas, indígenas e quilombolas, personalidades democráticas em geral, estudantes e intelectuais de todo o Brasil, para uma vez mais apoiar os camponeses de Rondônia que lutam e resistem aos mais covardes ataques do latifúndio, da pistolagem, de juízes e policiais corruptos, de gerentes do Estado, e da imprensa porca e venal.

Assessoria de Comunicação da CPT Paraiba /Contribução textual: Jozias Umbelino

Conflito em fazenda na Paraíba se intensificou com a prisão de oito posseiros, representantes de aproximadamente 80 famílias que vivem na região há mais de 60 anos. A CPT Paraíba publicou nota de solidariedade aos presos, além de fornecer assistência jurídica.

Fuente: Combate Racismo Ambiental

/Myrlene Pereira

O desenrolar catastrófico do maior crime ambiental da América Latina – em Mariana (MG), onde a mineradora Samarco contaminou todo o Rio Doce – não foi o suficiente para frear a sanha das mineradoras em correr pelas montanhas mineiras. O mais novo palco de disputa entre o modelo de desenvolvimento comunitário e centenário da agricultura familiar e o modelo capitalista de exploração ostensiva da mineração é a cidade de Caldas, no Sul de Minas.

fuente: O Eco

Em trinta anos, uma área aproximadamente do tamanho da cidade de São Paulo de Mata Atlântica foi regenerada em nove dos dezessete estados do bioma. O levantamento, feito pela Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), foi divulgado nesta terça-feira (17). O Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica identificou a regeneração de 219.735 hectares entre 1985 e 2015.

Fuente: CPT Nacional

Na comunidade de Yvu Vera, onde vivem indígenas Guarani Kaiowá e Terena, cinco ações de reintegração de posse podem ser executadas nos próximos dias. Outros dois territórios estão ameaçados.

Na cidade de Dourados, sul de Mato Grosso do Sul, uma comunidade dos povos Guarani Kaiowá e Terena vive na iminência de um despejo judicial. Fica no perímetro urbano do município e é uma das seis comunidades que retomaram áreas que fazem parte da Reserva Indígena de Dourados – criada há exatos 100 anos pelo Serviço de Proteção ao Índio para confinar os povos da região e liberar terras para a colonização.